.
Jorge está preso num engarrafamento quando uma antiga namorada o chama pela janela do veículo ao lado. Papo vai e vem, reminiscências... Então ele não mais acelera para chegar em casa, mas para emparelhar as janelas. Naquele carro estão seus 20 anos, a faculdade, os sonhos idos. Está também o marido dela, mas quem quer saber? Por essa Jorge não esperava: uma noite abafada lhe trouxe antigos pertences. Quantos outros ela não esconde por aí?
.
.