.
.
Mais feliz é o aniversariante que não espera os “parabéns” para se sentir parabenizado, pois bem sabe ele que o que não é verbal também fala. Se quiser entendê-lo, apure os ouvidos do coração.
.
.
.