.
O erotismo, onde está? No ato explícito, à luz do dia, em pleno escritório. Na intimidade de uma varanda silenciosa, dentro da madrugada. Está no pico de adrenalina provocado pelo risco do flagrante. Está na fronteira do sono, em que desejos desconhecidos se manifestam durante o cochilo da razão vigilante. Está aí, basta ver.
.